Home Entenda Consórcio ou financiamento?

Consórcio ou financiamento?

de Davidson R. Alves
Consórcio ou financiamento? Qual é o melhor pra mim?

Consórcio ou Financiamento: descubra os prós e contras de ambas as modalidades

Antes de decidir qual melhor forma para adquirir seu bem móvel ou imóvel é importante atentar-se a alguns detalhes para pagar menos em taxas e juros. Quer saber as vantagens e desvantagens entre o consórcio e o financiamento? Dê uma conferida nas informações que separamos para você.

Avaliação de custos

Financiamento:

É apresentado em taxas mensais. Par avaliar os custos basta se analisar o tempo x percentual mensal para saber o custo efetivo total (CET). Vale lembrar que a taxa usada no financiamento é a “taxa equivalente”. Por exemplo: sob uma taxa de 2,0% ao mês quanto pagarei ao ano? Por descuido pode-se pensar que por multiplicar a taxa pela quantidade de meses se encontra o valor d taxa anual, nesse caso 24% ao ano. Todavia, é necessário se calcular os juros compostos (juros sobre juros). Sendo assim, a taxa anual considerando a base de 2,0% ao mês é calculada como no exemplo abaixo.

Considere: 1 + ia = (1 + ip)^n, onde:

ia = taxa anual

ip = taxa período

n = número de períodos

Sendo assim, o cálculo fica da seguinte forma:

2,0% = 2/100 = 0,02

1 + ia = (1 + 0,02)^12

ia = (1,0212^12)-1

ia = 1,2682 – 1

= 0,2682

ia = 26,82%

Desse modo, a taxa anual de juros equivalente a 2% ao mês é de 26,82%, sob juros compostos. Descobrindo a taxa anual basta estender pelos anos correspondentes ao financiamento.

Comparativo de juros para financiamento de imóveis

Para entender, considere um financiamento imobiliário em de R$ 100.000,00. Em 10 anos, desconsiderando os reajustes anuais, teríamos no final 7,99% x 10 = 79,99%. Logo, R$ 100.000,00 x 79,99% = R$ 79.990,00. Isso mesmo R$ 79.990,00 (juros) + R$ 100.000,00 (crédito).

Desse modo, se dá o CET: R$ 179.990,00 (custo efetivo total de um financiamento de R$ 100.000,00)

Consórcio:

No consórcio os custos são apresentados tanto de forma mensal como total. É preciso lembrar que consórcio não tem juros, apenas taxa administrativa e reajuste anual de acordo com o indexador escolhido pela administradora (por exemplo: IPCA, IGP-M, INPC, etc). Supondo que a taxa de um consórcio é de 0,20% ao mês, podemos multiplicar direto ou ao ano, ou pelo prazo final do consórcio.  Desse modo chegamos ao custo final da taxa administrativa – que é fixa.

Apresentação de custos nos consórcios

Um consórcio imobiliário em de R$ 100.000,00 em 10 anos desconsiderando os reajustes anuais, teríamos no final 2,0% a.a x 10 = 20,00%. Logo, R$ 100.000,00 x 20,00% = R$ 20.000,00. Isso mesmo, R$ 20.000,00 (taxa administrativa ) + R$ 100.000,00 (crédito).

Desse modo, se dá o CET: R$ 120.000,00 (custo efetivo total de um consórcio de R$ 100.000,00)

Avaliação da duração           

Financiamento: tenho o bem de imediato.

Consórcio: o consorciado pode ser contemplado por lance e sorteio.

Sorteio

No sorteio iremos contar com a sorte, porém existe uma regra no consórcio que só tem direito de ser contemplado o consorciado que está com o pagamento das parcelas em dia. Aqueles que mantem suas parcelas em dia tem 40% de chance a mais de ser contemplado do que os demais do grupo.

Lance

Contudo, no lance você tem a oportunidade de retirar o bem mais rápido antecipando parcelas, ou na ordem inversa, ou amortizando no valor das prestações. Quem quitar mais parcelas em percentual tem direito ao crédito. Ainda que você não tenha nenhum valor de lance para ofertar isso não te impede de participar do consórcio e ofertar o lance no melhor momento.

Dica: é possível contratar um consórcio em andamento. Se escolher essa opção você consegue ter acesso ao resultado das assembleias antes de assinar o contrato e entrar em um grupo onde a média de lance está em um percentual mais adequado ao lance que pretende ofertar.

Mito: “Consórcio nunca sai”. A contemplação é mais lenta para as pessoas que não participam das assembleias, seja por sorteio (mantendo as parcelas em dia), seja por lance (ofertando o lance no melhor momento).

Custo x Benefício

Como bem se sabe, tempo é um dos bens mais valiosos que temos. Quer no consórcio ou no financiamento,uando nos comprometemos financeiramente estamos gastando tempo, recurso e energia para pagar os custos da aquisição de bens e serviços. É preciso avaliar se realmente valerá a pena pagar um custo alto pelo benefício de ter o bem de imediato, ou se vale a pena estudar uma forma mais adequada para não pagar excessivas taxas e juros. Uma boa escolha pode te ajudar a economizar recursos, energia e até mesmo tempo. Afinal, seja para ter um bem no curto, médio ou longo prazo, pagaremos com tempo.

Sabia que existe um consórcio em que você pode antecipar sua contemplação? Para saber mais, clique no botão abaixo.

Solicitar proposta de consórcio

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Open chat