Home Dicas Mitos do consórcio

Mitos do consórcio

de Administrador
Mitos do consórcio

Vivemos rodeados pelos mais diversos mitos e acreditamos que estas são verdades absolutas, até que o acesso a informações mais confiáveis mude essa ideia.

Sobre a prática de todo tipo de busca de crédito, há verdade e mitos. O consórcio também é alvo de muitos mitos, mas é bom separar o joio do trigo.

Veja abaixo alguns dos mitos do consórcio, coisas que você não deve levar a serio!

O consórcio nunca contempla

Embora este seja um dos mais famosos mitos do consórcio, muitos que estão se encaminhando em direção ao consórcio até ouvir alguma informação falsa. Na verdade, o consórcio contempla, desde o primeiro até o último mês. Dependendo da administradora, você pode fazer 2 ou mais lances por mês e ofertas mistas (gratuitas e fixas).

A grande questão é: quando será contemplada?

O pagamento único das parcelas permite que você concorra ao sorteio em pé de igualdade com todos os participantes. Mas nenhuma bola de cristal seria capaz de prever o momento exato da sua contemplação.

Uma coisa é certa: você receberá sua carta de crédito e fará a sua compra.

A contemplação pode ocorrer a curto, médio ou longo prazo. No entanto, você pode usar algumas estratégias de antecipação. Por exemplo, ele pode economizar mais dinheiro para oferecer uma oferta maior. Se o consórcio for um imóvel, você pode ir para o FGTS para fazer um lance mais alto, e assim por diante. Bem como, usar a possibilidade do lance embutido para qualquer tipo de consórcio: você propõe um por cento de sua própria carta de crédito (o valor do ativo reduzido, mas é uma opção para quem tem mais pressa).

Outro truque é entrar em um consórcio em andamento, quando muitos já foram contemplados e os leilões tendem a seguir valores menores ou, pelo menos, mais estáveis.

Se os pagamentos aumentam, há um interesse da empresa

Quando se financia, o interesse do banco é claro. Certamente, se você fizer as faturas, pode chegar à triste conclusão de que pagou um preço muito mais alto pelo produto comprado.

No caso de um consórcio, você pode pegar o boleto de um determinado mês e perceber que o pagamento é maior do que o mês anterior.

Juros? Não.

Mas os juros e reajustes não são palavras diferentes para a mesma coisa? Ainda não de novo.

Você pode financiar com pagamentos corrigidos quando você compra um determinado produto, mas o interesse está oculto em cada pacote. Você compra um produto com um preço de caixa de $300,00 e, no final, você pode ter pagado $500,00 R$ ou R$ 600,00.

Isso é interessante. O que existe no consórcio é o reajuste de acordo com índices já pré-definidos no contrato, dependendo do tipo de produto.

Os ajustes acompanham um índice inflacionário para garantir seu poder de compra. Assim, a qualquer momento em que esteja previsto, poderá comprar o seu carro ou a sua casa, fazendo um pagamento à vista. No caso dos imóveis, esta atualização é geralmente uma anual.

Deixar um consórcio significa perder tudo o que pagou

Um grande erro. Se você sair, você continua participando das saídas como os outros participantes e, quando for atraído, receberá o dinheiro que investiu, com os descontos previstos no contrato de adesão.

Essa é uma lei definida pelo próprio Banco Central, que regula o sistema do consórcio no Brasil.

Há um prazo para o uso da carta de crédito

Este é outro mito do consórcio. O consorte pode usar a carta imediatamente ou pode esperar. Se você não quiser usar imediatamente, não peça a carta ao administrador. Se deposita o valor correspondente na conta poupança e receberá renda.

Será possível, inclusive, de retirar o valor em espécie (com todos os ajustes) após certo período se você não usar a carta de crédito.

Foi interessante para você conhecer alguns mitos do consórcio? Deixe seu comentário no post!

Para mais informações sobre consórcios fala conosco da Consórcios Digital. Faça uma cotação ou tire suas dúvidas.

Artigos Relacionados

Open chat